×

Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 434

Formação

“Ensinar não é transmitir informação e conhecimentos académicos. Educar tem que ser criar interesse. Alguém que se interesse por um assunto após uma interação com o formador, passará a ser um agente de mudança...”

in "Manual de Formação da Associação Juvemedia"

Objectivos Globais:

  1. Contribuir para a criação de mais intervenção social através da capacitação técnica e motivacional de novos formadores e animadores culturais
  2. Introduzir novas matérias na gestão e dinamização de projetos associativos, que sejam considerados boas práticas nas melhores entidades públicas e privadas a nível global. Matérias tão diversas como:
    a) Conceito de equipas multidisciplinares
    b) Gestão de parcerias
    c) Crowdsourcing
    d) Avaliação de projetos
  3. Complementar a formação formal dos jovens, tendo consciência que um único sistema e uma só velocidade não é, nem nunca será, a solução para a diversidade humana e as barreiras sociais que cada jovem cidadão enfrenta. Neste capítulo de educação formal pretende-se organizar as matérias, as metodologias e as cargas horárias de forma a garantir que ninguém fique para trás e que a formação é de facto um factor de inclusão social.

 

Descrição da Área/Projeto #1: Formação

Durante todo o ano de 2016 a Associação Juvemedia propõe-se organizar um plano integrado de formação que se desenvolverá em quatro grandes capítulos. Queremos assim privilegiar a profundidade e o alcance de longa duração dos projetos. Só assim acreditamos ter efeitos reprodutores e indutores da mudança. Um programa de formação com a ambição com que queremos desenvolver este, incidirá em três componentes: O individuo, o grupo, a sociedade e a gestão integrada de todas as matérias. Para isso os conteúdos desta área incluirão, matérias ligadas ao Estados e políticas publicas, aos direitos e deveres dos cidadãos, à gestão associativa e de projetos e também à animação de grupos e conteúdos. A maioria dos cursos terá versões descentralizadas utilizando como bases de formação a sede da Associação em Lisboa e o centro de formação de Portalegre na freguesia de Carreiras. Ocasionalmente alguns conteúdos serão apresentados e desenvolvidos pelas entidades parceiras da Associação e todos os monitores e formadores estão credenciados e certificados no âmbito das matérias que irão leccionar.